flexstart_banner

FlexStart

Partida a frio eficiente usando 100% etanol,

mesmo em baixas temperaturas

Em temperaturas abaixo de 15ºC, a combustão do etanol é mais difícil que a da gasolina. Assim, podem ocorrer falhas na partida e na aceleração inicial dos veículos Flex Fuel, especialmente em dias frios e quando o reservatório auxiliar de gasolina não estiver abastecido.

Pioneira no desenvolvimento de sistemas Flex Fuel, a Bosch lançou o FlexStart. Com este sistema, o etanol é aquecido antes de ser injetado no motor. Isto é feito por meio de uma galeria de combustível equipada com elementos aquecedores instalados em câmaras individuais de aquecimento, acionadas e monitoradas por uma exclusiva unidade de controle de aquecimento. Como resultado, o combustível é injetado de forma mais pulverizada, o que melhora a combustão, assegura a partida e permite boas condições de dirigibilidade. Além disso, o sistema elimina a necessidade do reservatório de gasolina dos veículos Flex Fuel.

Perguntas frequentes

O que é o FlexStart?

O FlexStart é um conceito de aquecimento de etanol para partidas a frio em veículos Flex Fuel. O sistema elimina o reservatório de gasolina (tanquinho) dos veículos flex, auxilia na dirigibilidade do veículo a frio e permite estratégias que podem reduzir a emissão de poluentes.

Quais são os principais benefícios do Flex Start?

O sistema elimina o reservatório de gasolina (tanquinho) dos veículos flex, auxilia na dirigibilidade do veículo a frio e permite estratégias que podem reduzir a emissão de poluentes.

Como o sistema funciona?

O FlexStart aquece o combustível na temperatura ideal para o motor, antes da injeção, permitindo que o carro flex tenha uma melhor performance. O sistema eletrônico monitora a quantidade de etanol, as condições do motor e a temperatura ambiente.

Que benefícios o FlexStart pode oferecer em regiões quentes?

Além de aliviar o motorista da preocupação de abastecer o tanquinho, o novo sistema proporciona melhor desempenho ao motor, superior aos carros flex convencionais.

Que peças mudam com relação ao flex convencional?

Além de eliminar a necessidade do reservatório de gasolina, os elementos do FlexStart foram adicionados ao sistema de gerenciamento do motor: software e estratégia de aquecimento na ECU, galeria de combustível com câmara de aquecimento e aquecedores e unidade de controle de aquecimento.

Partida confiável

Eficiente partida a frio com 100% etanol, mesmo em baixas
temperaturas.


Praticidade

Dispensa o reservatório de gasolina nos veículos Flex Fuel e alivia o motorista da preocupação de mantê-lo abastecido.

Dirigibilidade

Melhora a resposta do motor no período pós-partida e proporciona alto desempenho, sem falhas.


Emissões

Tem o potencial de reduzir as emissões de poluentes aos níveis exigidos pelas normas PROCONVE L6 e L7.

Galeria de combustível (Fuel Rail)

2017_11_17_kraftstoffverteiler_ksz_fk_hr

  • Disponibiliza o combustível para ser injetado nos cilindros
  • Otimiza o fluxo do combustível aquecido
  • Distribui uniformemente a temperatura nas câmaras de aquecimento
  • Minimiza variações na pressão do combustível
  • Resistente a altas temperaturas
  • Design flexível para cada tipo de motor
  • Não requer alterações no injetor de combustível

Elemento Aquecedor

fsh

  • Transfere calor para o combustível através do contato
  • Design otimizado para maximizar o fluxo de energia
  • Resistente a altas temperaturas
  • Resistente ao contato com combustível, seja gasolina ou 100% etanol
  • Pode ser substituído individualmente

Unidade de controle de aquecimento

hcu

  • Gerencia individualmente o fluxo de energia para os elementos aquecedores
  • Otimiza a demanda de energia da bateria
  • Monitora e realiza a diagnose do sistema de aquecimento (OBD* permitido em caso de uso para emissões) eletricamente
  • Protege o elemento aquecedor contra o sobreaquecimento de combustível
  • Módulo controlado por circuitos integrados de alto desempenho
  • Power FETs (transistores) de alta eficiência
  • Montagem no chassi, dentro do compartimento do motor

Unidade de Controle Motor

ecu

  • Gerencia a operação do motor por meio do controle dos sistemas de injeção de combustível, ignição e admissão de ar
  • Realiza a diagnose de todos os sensores e atuadores
  • Gerencia o processo de aquecimento
  • Controle da partida assistida (opcional)
  • Realiza a comunicação com a unidade de controle de aquecimento
  • Modela a temperatura do combustível, através de informações da unidade de controle de aquecimento
  • Ativa o sistema de aquecimento quando necessário
  • Compensação de variações do sistema elétrico do veículo (bateria e envelhecimento dos componentes elétricos), através de informações da unidade de controle de aquecimento